Uma outra história americana | Recomendável #25

Recomendável número 25. Segue a sugestão de uma reportagem publicada no blog da Associated Press (AP) sobre um problema agravado com a chegada da Covid-19. A luta de americanos contra o vício e dependência química. E mais: sugestão de livros, artigos de opinião, vídeo. Um pouco da ronda da semana.

1 – UMA OUTRA HISTÓRIA AMERICANA

Uma outra doença está matando os americanos. A história de um condado inteiro lutando contra a depedência. A chegada da Covid-19 trouxe o contexto de isolamento, a crise econômica e de saúde pública, o medo e a morte de milhares de americanos. Mas, também agravou um outro problema profundo entre os norte-americanos: o vício e o consumo de drogas.

Neste trabalho com fotos de David Goldman, intitulado pela The Associated Press (AP), “Uma cidade lutou contra uma crise de dependência. Então veio a Covid-19”, mostra as consequências que vieram com o isolamento, a crise econômica e de sáude pública, o medo e os problemas correlatas do uso de drogas como o HIV (ligado às drogas injetáveis), Hepatite C, infecções bacterianas (gerando amputações), entre outras doenças transmíssiveis. Assim com a luta para salvar vidas antes da overdose. #Recomendável !

2 – Joe macnally

Storytelling Pictures texto no blog do fotógrafo Joe MacNally. Algo esperançoso sobre a resiliencia nesse momento de dificuldade que muitos fotógrafos passam. A fotografia estática ainda tem sua importância. Gostei disso!!

3 – Se está fazendo isto, pare agora

Pare de tentar impressionar fotógrafos e seja feliz. Texto legal de Jordan McChesney no site Peta Pixel. Adendo: acho que vale para todas as áreas.

[Leia o texto e volte aqui ]

Essa conversa sobre causar impressão e obter reconhecimento eventualmente emerge, especialmente com fotógrafos iniciantes. Fotógrafos têm uma coisa psicológica com a aceitação, quase uma necessidade inerente. E quando se livram desse fardo acham o caminho e prosperam – nem que seja no nível pessoal. Esse texto do Jordan MacChesney tece comentários justamente sobre isso. E aqui, eu gostaria de acrescentar mais outra perspectiva. Sem me estender muito na filosofia da coisa.

Além de se livrar dessa coisa de ter que agradar os outros incensantemente, livre-se da necessidade das redes sociais. Livre-se desse fardo. Não estou falando para abandonar ou excluir seu perfil. Não é isso, não.

O que quero dizer é para você focar no seu trabalho e não mais trabalhar para redes sociais. A necessidade de postar (quantitativamente) faz de você um escravo autonômos moderno. Achamos que fazemos para nós e na verdades fazemos para eles. Uma batalha insana contra o algomoritmo. Você enquanto criador, fotógrafo autor, artista, precisa refeletir sobre isso. Trabalha-se muito para eles (para manter tudo atualiazado, com frequência, com afagos de curtidas) e faz pouco para sua obra em si.

Não seja um mero produtor de conteúdo. Produza para você efetivamente e use as ferramentas e mecanismos para vender seu produto. Mas, foque em si, com autenticidade e qualidade. Trabalhe para você e não pare eles. Acredite, quando você ver que o que está criando (qualitativamente) está no caminho, vai sentir-se mais feliz.

4 – Photobooks

Se você não sabe, a impressão de fototolivros, livros de autor, zines e material independente está em alta. E a Artisan Raw Books é uma editora especializada nisso. Em “English Chronicles”, Thyago Souza nos proporciona um olhar inesperado e atencioso dos detalhes que formam os cenários de uma Inglaterra plural. Um convite para conhecer esse local pelos olhos do outro.

6 – quem me ensinou a nadar

Outro título garipado na editora. Livro do fotógrafo paulistano Enrique Espinosa com uma obra acerca da história e resgate da relação com seu avô. Uma narrativa pessoal, intíma e sensível. Disponível na ArtiSan Raw Books

1 – video art

Run Forever”, da A equipe da Universal Everythin em parceria com a Hyundai Motorstudio. O vídeo é uma metáfora para o conceito de projetos sustentáveis, buscando sinergia verde

4 – obvious

O site Obvious é pura informação, reflexão e arte e um pouco mais. E esse texto (que se relaciona de certa forma com o que está indicado acima) de Paula Georgia Fernandes vale a leitura. Sabe quando você pensar em transcender na fotografia, ir além daquela coisa de mero registro da realidade ou somente da contemplação. Fazer da fotografia um estado de si – um estado enquanto o autor. Tarefa que não é tão simples em um mundo mediado por imagens, clichês, apelo e afagos das curtidas. Bem, esse artigo fala sobre isso. Recomendável demais!

SE VOCÊ GOSTOU DESTE POST, NÃO SE ESQUEÇA DE COMENTAR, COMPARTILHAR E INDICAR PARA OUTRAS PESSOAS QUE CURTAM FOTOGRAFIA, ARTE E AFINS. GRANDE ABRAÇO E ATÉ O PRÓXIMO

This section is a list of text indications, artistic creations, videos and websites. Something I saw and read in the week. Recommendations

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s