Garrincha? Não, mais pra Fred Astaire | #DoArquivo

Qualquer coisa que eu escrever aqui sobre essa história é gastar palavras diante da contação que o José Carlos Fernandes fez. Romanciada e bonita, a história de um jovem que escolheu o balé em vez do futebol. Leonildo de Souza Correia, carregando em si de um dom extraordinário, acabou participando de uma seleção do Bolshoi. E deu boa, deu dança contemporânea, deu bolsa.

A história é aquela…. Parece coisa de roteiro. Jovem, pobre, de universo pouco erudito, mas que ganhou apoio do padrastro, o mecânico Jurandir, da mãe, a cabelereira Cristina Correia, para viver seu talento. História bela. Vale a pena ler. Não sei como ficou a história e carreira do jovem, na época, com 17 anos, que ralava turnos de treino e trabalho para se manter em Joinville. Espero que tenha ganhado os palcos.

Anedota da vez

Escuta (leia) essa… Se eu te contar que arrisquei alguns exercícios no ballet. Tinha uns 16 anos. Treinava Gong Fu (Kung fu) e meu shifu orientou buscar um arte ou atividade mais leve – algo para harmonizar aquela energia da juventude. Eu e um colega de academia passamos em frente ao uma escola de dança e vimos um cartaz pedindo por jovens e dizia “Gratuito, sem mensalidade para homens”.

Nos olhamos e arriscamos entrar e conversar. Pensa em dois caras ressabiados. Um professor nos atendeu, explicou por A mais B de tudo. Resumo da história. Logo lá estavámos com nossas calças apertadinhas e regatas brancas nos nosso primeiros pliés e tendus segurando numa barra, porém, mais parecendo um daqueles bonecos de posto desengonçados. E a havia o olhar fulminante das gurias nos medindo. Contudo, entendi que a professora estava feliz, pois dispunha de muita atenção com a gente. Era a chance de ela distribuir exercícios com as garotas e formar parceiros, imaginei.

Por fim, não deu para nós. Aquilo era muito pesado, muito puxado. Não aguentamos.

Aquela neh galera. Se você gostou deste post, não se esqueça de comentar, compartilhar e indicar para outras pessoas que curtam fotografia, arte e afins. Grande abraço e até o próximo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s