Casa Edith – moda de outrora

© Copyright – Todas as imagens são protegidas pela lei de Direito Autoral. É vedado o uso total ou parcial de textos e fotos, sem a devida autorização do autor.

A Casa Edith figura no centro de Curitiba como um patrimônio histórico. Não só pelo casarão, mas por ser uma das lojas de rua mais antigas da cidade. É de uma Curitiba de outros tempos. Mais especificamente de 1917.

A placa é clara. “Roupas feitas para homens – especialidade em chapéus”. Os tempos passaram, mas a clássica loja permaneceu ali, parada, resistindo contra as mudanças da moda, das novas tendências e looks espalhafatosos. As vitrines ainda estão com seus chapéus, boinas, gravatas-borboletas, bengalas e até as ceroulas.

Esses dias passei por lá. Fui comprar uma boina. Entre alguns senhores, um jovem com um bigodinho bem delineado, daqueles que querem parecer de outra época, fazia suas compras. Retrô, vintage. Algo assim. Entendemos, pois o charme de uma época garbosa é convidativa.

Aliás, o nome da loja é em homenagem a filha Edith Karam, filh do imigrante libanês Kalin Karan, que inaugurou a loja. Posteriormente o estabelecimento foi vendido ao também imigrante Virgil Trifan (1949), que optou em deixar com o mesmo nome.

Sabemos que nada dura para sempre. Nem comportamentos, nem modas ou tendências. Do futuro sabemos muito menos além das incertas previsões. Pode ser que a Casa Edith continue mais 100 anos, mesmo de tantos e tantos burburinhos de seu fechamento. O que importa é que fique à memória.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s