ar recomendável

#9 AR RECOMENDÁVEL – Texto arrebatador, streetphotographer e mais

O resumo dessa semana, só pelo texto The Falling Man já vale a pena. Segue o fio.

» The Falling Man – An unforgettable story Texto de Tom Junod. Faz tempo que não me deparava com um texto tão surpreendente, pungente. Daquele tipo de narrativa textual que te leva a uma devoração de linha por linha. Trata-se sobre recordar o 11 de setembro e o atentado contra as Torres Gêmeas, nos Estados Unidos, porém por um ponto bem específico. O recorte e desdobramentos parte da icônica foto de Richard Drew e o assunto dos “jumpers’.

Vou deixar os detalhes por conta da leitura, mas já vou adiantar que o texto é pura narrativa e vai te conduzir até o fim. Abordando aspectos desde o fato em si, aos seus posicionamentos, dramas famíliares, questões morais, visão sobre a justificativa (e visão pessoal, convencionada, e até do Estado) acerca do suicídio. Esquecimento justificado e o papel da fotografia enquanto documento. Impressionante! Assim, leiam. Se quiser pode esticar o assunto aqui depois com algum comentário ou opinião – sobre o texto e assunto.


» Fotografo para ver como o mundo fica fotografado – Achei essa declaração num livro digital que finalizei a leitura. Foi parar na seção ‘Aspas’ – com frases potentes de fotógrafos. Depois, lógico que fui lá dar um pesquisada em busca de trabalhos do Garry Winogrand. Um streetphotographer como nenhum outro. Um fotógrafo que sabia capturar a humanidade das pessoas como ninguém – a estadunidense. Fotografava o mundo natural, mas que sabia muito bem esconder os significados. Fotografava excessivamente. E como não desperdiçava tempo revelando, editando, coisa e tal, há muita coisa desse fotógrafo que ainda não foi disponibilizado.

 


» Blogue-se – Recomendo também a eventual leitura do Photo Booth, espaço sobre fotografia da revista The New Yorker. No meu último acesso li as impressões de Naomi Fry acerca do trabalho do fotógrafo Jeff Mermelstein. O cara percorre as ruas de Noiva Iorque registrando o que a galera anda conversando em seus smartphones (redes de bate-papo, entre outros). O trabalho é intitulado ‘#NYC’ virou livro. Há questões pertinentes sobre fotografia.


» Covid-19 – A saidera foi o texto de seção Alias, do Estadão. Que na verdade é do The Economist e publicado ali com tradução. Sobre os dilemas éticos que fotógrafos enfrentam ao documentar a pandemia.


 

Mais ou menos isso pessoal. Fiquem bem e uma ótima semana a todos.
Até o próximo post. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s