Drone – E a possibilidade de criar algo diferenciado [ou não]

A utilização de “aeronave remotamente pilotada (RPA)” ou drone (zangão), como ficou popularmente conhecido, ganhou espaço na produção visual. Seja na área de vídeo ou mesmo a fotografia estática, trouxe solução e mais possibilidades.

Mais uma ferramenta para criar imagens criativas e diferentes. A própria tecnologia em si já proporciona isso com imagens de um ponto de vista incomum – o áereo, zenital. O que antes era preciso um voo locado, agora o RPA é uma opção acessível e mais prática.

Mas, o que era para ser criativo torna-se também monótono com o tempo e com o uso excessivo. Naturalmente. Boa parte da produção de imagens é meramente visão de elementos geométricos. A visão “diferenciada” do ponto aéreo – em especial na fotografia no qual o ponto de vista sempre foi na altura comum da pessoa – se esgota com o tempo num clichê repetitivo entre natureza, arquitetura, paisagismo, urbanismo e cityscapes – com a opção, ainda, de inserir elementos humanos. Pelo menos são essas algumas pontuações que Martino Pietroli ressalta em seu artigo ‘Drone photography has got a long way to go’, sobre esse assunto drone e fotografia criativa.

Tal como Pietroli, a questão aqui não é apenas problematizar; mas, acho válido ressaltar (e sugerir) pensar usos e criações – pelo menos explorar as possibilidades da ferramenta e da linguagem para fotos e vídeos diferenciados. Fugindo daquelas imagens meramente feitas de fórmulas e para receberem afagos nas redes sociais. Tão linda quanto aquele bolo de glacê que você come dois pedaços e já fica empapuçado.

Na verdade, a ideia aqui é apresentar esses dois fotógrafos que utilizam o drone em seus projetos e trabalhos de forma muito diferenciada. Recomandável e legal para acompanhar.

Uso criativo
Sem dúvida, vale dar uma olhada como Costas Spathis (@spathumpa) explora criativamente a geometria, a arquitetura, e produz algo realmente legal com o drone. A escolha não é alheatória. Os temas, a composição, os elementos, e mesmo explorando a arquitetura em si, proporcionam imagens de um minimalismo elegante.

Ferramenta poderosa
O drone é uma ferramente poderosa nas mãos do fotógrafo Jhonny Miller. Além do trabalho dele propriamente, destaco o projeto Unequal Scenes. Um projeto que traz cenas que retratam a desigualdade sistêmica na sociedade. Uma proposta documental que ganhou ainda mais possibilidades com o drone. Digo isso porque o projeto tem algum tempo sendo editado e lembro de ter ligo uma entrevista com o fotógrafo comentando sobre como o drone facilitou – principalmente para não ter de locar voo em helicóptero ou avião.

Um comentário

  1. Ótimo artigo. A fotografia com drone merece mesmo uma boa reflexão. É visto o uso meramente de disparo de frame sem a preocupação com a composição da imagem na maioria dos trabalhos publicados em redes sociais. Mais que uma simples ferramenta, essa deveria abrir a possibilidade de fotos mais criativas.
    Ótimas referências também.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s