O Carnaval de Curitiba – foliões, zumbis e muito mais

É de longas datas que o Carnaval de Curitiba tem chamado atenção. Há quem ame, há quem entorte a cara. Fale bem ou mal, fala-se dele com mais frequência. É assim mesmo por aqui. Mas, vale ressaltar que aqui, nesses tempos de folia, tem espaço e atrações para todos os gostos. E a cada ano fica melhor. Curitiba vem se firmando como ponto turístico nesse período e com a peculiaridade da diversidade e roteiro.

O Carnaval curitibano a cada ano ganha mais escopo, mais corpo, mais profissionalismo e mais gingado. Isso é nítido não só no aspecto visual, mas também na estrutura, nos bastidores e em tudo mais que envolve o evento. Bom para a cidade, para o fomento do turismo e para os negócios por trás dessa festa.

Além disso, tem atrações para todos os gostos. Se você não é do balacubaco do gingado e do arrasta pé, vale se fantasiar com a marcha Zombie Walk e também bater cabeça com os shows do Psycho Carnival. Um evento musical de visibilidade internacional com muito rockabilly e psychobilli. Tem eventos para todo mundo. Tem pré-carnaval, tem esquenta, tem os blocos, tem Saci e Garibaldis. Tem até roteiros supertranquilos para quem quer dos grandes centros.

Bom para cidade
Não sou muito da folia, porém, parei para prestar atenção o quanto esse tipo de evento é interessante, em especial no âmbito econômico. O investimento é real, assim como também há o retorno. Ou seja, muita gente trabalha e gera economia durante esse período – inclusive o pré-carnaval com o investimento por entidades, a preparação das escolas e até mesmo com a diluição e repasse do dinheiro investido . [Inclusive, eu, como fotógrafo acabei sendo beneficiado ao trabalhar no dia do desfile].

Por exemplo, o famoso Caranval do Rio de Janeiro atraiu mais de 1 trilhão de turistas. Segundo dados Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), publicados no G1, a estimativa era a geração de 23 mil vagas de empregos e uma movimentação financeira de 6,7 bilhões. Compreendendo vários segmentos, desde a prestação de serviço, alimentação, hospedagem e até artesanato.

Em Curitiba, de acordo com a Fundação Cultural de Curitiba (FCC), o Carnaval 2019 em Curitiba levou para a Rua Marechal Deodoro durante os dois dias de desfile, sábado e domingo (dias 2 e 3/3), aproximadamente 45 mil pessoas.

Turistas de diferentes cidades e curitibanos foram para a avenida prestigiar a produção carnavalesca de Curitiba e das cidades da região metropolitana. A festa popular movimentou diversos setores da economia local, com destaque para a chamada economia criativa, que abrange os negócios que utilizam a criatividade, a cultura e o capital intelectual para estimular a geração de renda.

O custo do carnaval deste ano foi de R$ 1,4 milhão – esse valor é 1.500 vezes menor que o investimento da Saúde (R$ 2,1 bilhões) e 1000 vezes menor que o da Educação (R$ 1,5 bilhão).

Muito trabalho e muitas fotos
Eu trabalhei intensamente esses dias. Na sexta à noite, com o alerta da saída do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, para acompanhar o velório de seu neto, fui para frente do prédio da Polícia Federal, em Curitiba. Fotografei só o helicóptero que pousou. O presidente sairia somente no sábado por volta das 6 da manhã. Eu estava lá já na madruga.

Ainda na virada de sábado para domingo acompanhei o desfile das escolas de samba do grupo principal na Rua Marechal, centrão de Curitiba. Registrei todo o desfile, enviei as fotos para o jornal Gazeta do Povo e sai de lá por volta das 03 da madrugada.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Zombie Walk 2019

Ainda no domingo (3/3) fui para a Marcha dos Zombies (Zombie Walk) para um frila no jornal Bem Paraná.

Ensaios dentro da pauta
Fiz o trabalho convencional e aproveitei para mandar ver em alguns lances extras. Fiz um registro dos garis na missão de deixar tudo limpo após o desfile de cada escola. Esses caras são feras e fica a homenagem no post “Guerreiros da Limpeza”.

Além de fotografar o desfile em si, mirei algumas fotos na galera que faz o negócio acontecer. Isto é, além dos foliões, carros alegóricos e toda a estética do negócio, tem a galerinha que faz isso desenrolar na avenida. Falo deles, o pessoal que está ali empurrando os carros, dando um força na organização e tudo mais. [ Vou fazer uma publicação exclusiva sobre eles no próximo post ].


 

Passei por uma cirurgia e tô em casa. Vou aproveitar para dar um adianto e atualizada nas postagens. Fiquem bem e até o próximo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s