Por dentro da Biblioteca Pública do Paraná

“Não fazemos uma foto apenas com uma câmera; ao ato de fotografar trazemos todos os livros que lemos, os filmes que vimos, a música que ouvimos, as pessoas que amamos.”
Ansel Adams

Pensa um lugar agradável. Não só pelos livros, pelo ambiente cultural, mas também porque rende um bom ensaio fotográfico. E, particularmente, é um espaço que gosto de fotografar. Vale o registro, seja para uma publicação, para um post no Instagram ou Twitter. Refiro-me a Biblioteca Pública do Paraná (BPP).

E pra nossa alegria rolou uma pauta/reportagem para a Gazeta do Povo, veiculada no online. Foi aquela chance de ficar livre pra rodar o interior. Encabeçada pelo Sandro Moser, o artigo costura sobre a Pesquisa Cultural nas Capitais, no qual a BPP está entre os pontos culturais mais lembrados da cidade.

A BPP está numa outra fase, com ambiente remodelado e clima bem “up”. Ela passou por uma reforma – ainda falta uma fase –, o que deu uma “rejuvenescida no lugar”. Tudo está mais colorido, mais jovem, mais alegre, longe do aspecto de coisa sisuda e pra baixo. Contudo, o tradicional e bom apelo ao cultural e à busca de conhecimento permanece. E também vale citar o apreço e prestatividade dos funcionários, tanto bibliotecários quanto os estagiários.

Diversificada
Caso você, necessariamente não esteja pensando em emprestar um livro, vale ir à biblioteca e conferir outras programações. Tem espaço para jogos, sala de leitura de periódicos ou marcar presença num dos eventos do cineclube, anfiteatro ou de literatura. Ou até mesmo valer-se da nostalgia e rememorar os tempos de guri com os quadrinhos na gibiteca. A biblioteca também conta com os banheiros, wifi gratuito e logo vai ter até um café bistrô. Enfim, tem espaço para todos os gostos.

Toda essa nova reformulação na BPP é uma boa iniciativa que atualiza o papel do espaço público e o aproxima mais da população. 

Biblioteca oculta
A Biblioteca Pública tem seus encantos. No subsolo há departamentos muito interessantes e que o grande público, de repente, até desconheça. Tive a oportunidade de conferir o setor de Preservação. Em especial restauro e de Microfilmagem.

Numa salinha, no qual o tom avermelhado predomina, Francisco Neto tem a missão de registrar em filme 35mm os jornais, os documentos e tudo que esteja sujeito à ação do tempo e tenha lá seu valor histórico. Trata-se da microfilmagem.

Na sala ao lado, os livros clássicos ou os antigões são tratados com total delicadeza. Uma espécie de restauração mesmo – no sentido amplo do termo, visto que é a Preservação.

Rolê para todos
A BPP vale uma visita. Sempre estou por lá conferindo as revistas, pesquisando ou buscando uma referência pra algum ensaio. Está agradável, moderna e é para todos. Com foto ou sem foto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Obrigado! Fiquem bem e até o próximo post


Follow
Instagram: @andrerodriguesphoto
Twitter: @andrerodriguespictures
Facebook: AndréRodriguePhoto
More on: www.andrerodriguesphoto.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s