Retrato Zumbi

Fotos e texto: André Rodrigues / Vídeo: Henry Milléo


Todo mundo sabe que Curitiba não tem aquela tradição de folia de Carnaval. Acredito que sobressaia o bloco “Garibaldis e Sacis”. Mas, tudo bem, porque nesse período tem Rock Carnival e a tradicional Zombie Walk.

Tal como nos anos anteriores, fui lá registrar. Porém, desta vez acabei não fazendo uma cobertura tradicional com fotos para jornal e sites. Rolou um lance meio de improviso e optei por alguns retratos e encenações.

Emprestei um tecido, outro apareceu com um tronco de árvore (pra segurar o pano), uma fita adesiva. Bem, tínhamos um fundo fotográfico improvisado numa barra fixa de exercícios. Tudo bem na simplicidade mesmo. No final acredito que até ficou charmoso, principalmente pelo fato de ter sido uma ideia assim com certa improvisação e que ocasionou um material (linguagem) bem diferente do que eu fiz em anos anteriores. Negócio foi medir a luz e registrar as fantasias e a performance da galera e .

Gostei muito da proposta e da participação do pessoal. De repente, o ano que vem eu repita a experiência – vou pensar em algo como chegar mais cedo, levar equipamentos e coisas assim (risos). Também tentar viabilizar algum tipo de parceria para reduzir os custos.

O ensaio final ficou intitulado “Folião Zumbi”, pois contextualizei com a questão de ser um evento da programação do Rock Carnival e paralelo ao Carnaval. 


0030-2

» Folião Zumbi

A cidade de Curitiba, região sul do Brasil, não tem grandes tradições no que diz respeito à folia de Carnaval. Mas, há a Zombie Walk. Uma festa alternativa que reúne milhares de pessoas marchando pela cidade com fantasias de monstros zumbis.

As fantasias são variadas e têm referências de todos os gêneros. Algumas são verdadeiras criações artísticas, inclusive usando maquiagens quase cinematográficas. Há quem prefira as escolhas tradicionais como “noiva cadáver”, “La Catrina” e “caçadores de zumbis”, e outros estilizados conforme o imaginário .

Crianças e adultos participam da marcha e saem pelas ruas fantasiados. Há muito sangue, cicatrizes, gritos, maquiagem e performance. Quanto mais assustadoras ou irreverentes melhor.

O “desfile” dos foliões zumbis ganha mais público a cada ano. Em sua nona edição, o Zombie Walk está associada ao “Rock Carnival”. Um festival de rock alternativo com bandas rockabilly e psichobilly e filmes de terror.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Zombie Walk Andre (1) from André Rodrigues on Vimeo.


Outras fotos
Nesta galeria abaixo seguem as fotos de outros personagens. Acredito ter colocado foto de todos – pode baixar. Se alguém quiser a foto em maior resolução é só mandar um email que encaminho.

Não se esqueça de compartilhar o ensaio nas redes – principalmente para o pessoal ver e baixar as fotos.

Acompanhe no Instagram: @andrerodriguesfotojor

A gente se vê na próxima Zombie Walk. Até o próximo post.


Este slideshow necessita de JavaScript.

 


Zombie Revelers

The city of Curitiba, southern Brazil, does not have great traditions with regard to the revelry of Carnival. But there is a zombie walk. An alternative party that brings together thousands of people marching through the city with fantasies of zombie monsters.

The costumes are varied and have references from all genres. Some are true cinematic makeup. Some people prefer the traditional choices like “corpse bride”, “La Catrina” and “zombie hunters”, and other stylized as the imagination of everyone.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s